Os melhores alimentos para os rins

Sua alimentação influência nos cuidados com a sua saúde, saiba quais são os melhores alimentos para os rins.

Através da alimentação, nosso organismo absorve os macros e micronutrientes, que farão com que tenhamos energia e irão regular todas as funções do corpo.

No que diz respeito aos rins, não é diferente. Alguns alimentos são benéficos enquanto outros podem prejudicar a função renal.

Qualquer paciente com problemas renais precisa cuidar da alimentação e fazer boas escolhas, para ingerir os nutrientes necessários e fortalecer esses órgãos tão vitais.

Pensando nisso, consultamos nossa equipe de nutricionistas, para que pudessem indicar os melhores alimentos para os rins.

Confira!

Panorama das doenças renais

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, uma em cada 10 pessoas no mundo sofre alguma doença renal. 

E a estatística é alta, uma vez que, por ser uma enfermidade silenciosa, a DRC só costuma ser diagnosticada quando os rins já estão comprometidos.

Por isso, a prevenção da doença é muito importante.

A primeiro passo para evitar que uma insuficiência renal se desenvolva é adotando hábitos saudáveis e uma alimentação equilibrada.

O que incluir na dieta

As dicas que daremos a seguir não são benéficas apenas para quem tem problemas renais ou quer preveni-los, mas para todos que buscam uma vida mais saudável e uma alimentação que faça bem para o corpo em geral.

Portanto, não tenha medo de colocar em prática as indicações da nossa equipe e, se quiser manter sua alimentação ainda mais adequada para suas necessidades, procure um nutricionista.

1 – Priorize alimentos naturais

Quanto mais natural a alimentação, melhor.

Hoje temos acesso a muitos alimentos industrializados, cheios de conservantes, corantes, estabilizantes, entre outros produtos químicos que nem ao menos sabemos por que estão ali.

Assim, substituir o consumo de alimentos industrializados por comidas naturais fará toda a diferença para a sua saúde.

O indicado é desembalar menos e descascar mais.

2 – Cereais integrais

Além do aporte energético, o consumo de cereais integrais em substituição aos cereais refinados aumenta a densidade de nutrientes na dieta, uma vez que que oferecem mais vitaminas, minerais e fibras. O consumo de fibras é essencial para manter o ritmo intestinal mais regular e promover saciedade alimentar, contribuindo para manutenção de um peso corporal saudável.

Importante destacar que o excesso de peso corporal é considerado fator de risco para a ocorrência e progressão da doença renal crônica.

São exemplos de cereais integrais o arroz integral, alimentos que contenham farinha de trigo integral, aveia, milho, centeio, quinoa, amaranto.

3 – Água

A água é vital para o bom funcionamento de todo o organismo, especialmente para os rins.

Afinal, beber menos ou mais água que o recomendado para você sobrecarrega esses órgãos.

Para saber a quantidade de água que você necessita por dia, basta multiplicar o seu peso por 35.

Por exemplo, se uma pessoa tem 68 kg, deve multiplicar o número por 35  e descobrirá que precisa de 2 litros e 380 ml de água por dia.

Contudo, atenção: pacientes com problemas renais podem ter necessidade de restringir a quantidade de água ingerida. O acompanhamento profissional com nefrologista e nutricionista é fundamental.

4 – Folhas escuras

As folhas escuras (como couve, espinafre e outras) são fontes de fibras, ferro, cálcio e vitaminas, que ajudam na prevenção de cálculos renais, preservando a saúde dos rins.

O ideal é ingerir as folhas cruas ou cozidas no vapor, para que não percam os principais nutrientes.

5 – Frutas cítricas

Frutas como laranja, limão e morango possuem ácido cítrico, que ajuda a dissolver e prevenir a formação de pedras nos rins.

A melhor forma de consumi-las é após a ingestão de alimentos ricos em ferro.

Por exemplo, após o almoço.

Dessa forma, você tem o benefício da absorção de vitamina C e melhora na absorção do ferro também.

6 – Cranberry

Estudos demonstraram que a cranberry é uma frutinha com fortes propriedades anti-inflamatórias.

Além disso, ajuda na prevenção de infecções urinárias e controla o crescimento de bactérias na bexiga.

Com todos esses benefícios, a cranberry não poderia deixar de estar nessa lista!

O que evitar

Como já mencionamos, alimentos industrializados, com muitos ingredientes na preparação e junk food (carnes processadas como salsichas, presunto, salames, entre outras) devem ser evitadas.

Também consideramos junk food os famosos hambúrgueres que amamos desde a infância.

Essas carnes são consideradas cancerígenas tipo 1.

Isto é, causam o mesmo risco de câncer que o cigarro.

Quando tiver vontade de consumir fast food, opte por opções caseiras.

Com isso, você prepara a sua comida de forma saudável e ainda pode se divertir com amigos e familiares!

Por fim, também vale lembrar que o sódio e açúcar em excesso são maléficos para todo o organismo.

Pacientes renais devem prestar atenção à ingestão de potássio e proteínas, que podem sobrecarregar os rins.

Cuide da sua saúde aqui, na Nefroclínica! Nossa equipe está pronta para te receber e planejar uma alimentação saudável e acessível para suas necessidades.

Outras Notícias: