Por que doenças renais causam ascite?

Saiba por que a insuficiência renal pode causar um inchaço no abdômen 

Primeiro vamos começar explicando um pouco sobre o que significa esse termo. Afinal, o que é ascite? 

Ascite é basicamente um acúmulo de líquido (ascítico) repleto de proteínas que fica dentro do abdômen. Vários fatores podem acabar causando esse distúrbio, como por exemplo, o aumento da pressão portal devido à cirrose e insuficiência renal. 

Quando o líquido se acumula no local, o abdômen incha causando desconforto, perda do apetite e até mesmo falta de ar. 

Mas, não devemos nos precipitar! Para saber a causa exata do problema, é preciso fazer uma análise clínica do paciente renal antes de tomar qualquer providência. 

Normalmente, é indicado que o paciente tenha hábitos alimentares mais saudáveis, livres de sal e com diuréticos, para que possa eliminar o excesso de líquido com mais facilidade. 

O QUE PODE CAUSAR A ASCITE? 

Doenças hepáticas estão no topo da lista de causas mais comuns, mas ainda assim, não se podem descartar outras possibilidades como: 

? Câncer 

? Hormônios desregulados 

? Uso de substâncias químicas 

? Insuficiência cardíaca 

? Inflamação do pâncreas 

? Tuberculose  

? Cirrose 

TENHO INSUFICIÊNCIA RENAL, SERÁ QUE ESTOU COM ASCITE? 

A ascite em si não é uma doença, mas é causada por uma. Por isso, às vezes não apresenta sintoma nenhum. Quando pequenas quantidades de líquido estão dentro do abdômen, esse volume não é suficiente para provocar sintomas.  

Já quantidades mais elevadas, podem aumentar a circunferência da cintura ou resultar no ganho de peso. 

Existem ainda casos mais graves, em que o inchaço do abdômen traz desconforto e tensão para a região. Você pode verificar alterações no corpo, caso o seu umbigo esteja mais achatado ou protuberante do que normalmente e os tornozelos estejam inchados. 

Essa pressão decorrente da ascite pode ser tão grande que é capaz de passar a sensação de estar “cheio” o tempo todo, e, portanto, a pessoa perde o apetite. Em casos de pressão nos pulmões, a falta de ar também é possível. 

A ascite pode ser grave?  

A ascite pode passar por complicações e causar peritonite bacteriana espontânea no paciente. Essa complicação consiste na infecção do líquido ascitico e costuma ser mais comum entre casos de ascite e cirrose. 

Quando ocorre um acúmulo muito importante de líquido nos pacientes que possuem ascite ocorre a chamada síndrome compartimental abdominal, que é a compressão de órgãos e vasos sanguíneos sendo uma causa de insuficiência renal.  

Se isso acontecer, é possível que a pessoa tenha febre, mal-estar, confusão, sonolência e dores no abdômen.  

Por isso, é importante consultar um médico especialista para identificar a causa logo no início do problema. Neste caso, a conduta é a retirada de líquidos pela paracentese. 

Como é feito o diagnóstico? 

É necessária uma avaliação médica! Não se automedique ou tire conclusões precipitadas. 

O diagnóstico pode ser feito a partir de exames como a ultrassonografia e análise do líquido ascítico. 

Procure um especialista para te auxiliar! 

Tem tratamento? 

É preciso eliminar o líquido geralmente retido por doenças renais como a insuficiência renal. É indicado que o paciente faça uma dieta saudável com pouco sódio e com diuréticos, que fazem com que os rins trabalhem para eliminar uma quantidade maior de sódio e água na urina. 

Nos casos em que a pessoa sente falta de ar e desconforto, é possível realizar a remoção do líquido ascítico no doente renal através da paracentese terapêutica, uma agulha que é inserida no abdômen para realizar o procedimento. 

Em situações do acúmulo frequente do líquido, pode ser necessária uma cirurgia de redirecionamento do fluxo sanguíneo ou transplante de fígado.  

Se o diagnóstico do paciente for de peritonite bacteriana espontânea, antibióticos são a melhor opção para tratamento.  

Siga as indicações médicas! 

Descubra os Principais sintomas do cálculo renal.

Outras Notícias: