O tratamento para a criança com problema renal é totalmente adaptado para sua idade

Como mencionamos em nosso artigo Doenças Renais na Infância , os bebês, crianças e adolescentes também podem ser acometidos por doenças renais. Porém, diferentemente dos adultos, as crianças são cuidadas pelos Nefropediatras. 

Os pequenos, eventualmente, podem precisar de hemodiálise (o que é algo raro). Mesmo assim, quando realmente é necessário a terapia de substituição do rim, o primeiro tratamento realizado é a Diálise Peritoneal, pois condiz mais com a condição de vida da criança. 

Caso esta criança precise prosseguir para a Hemodiálise, o tratamento será totalmente adaptado de acordo com o tamanho dela (existem aparelhos específicos para isto). A periodicidade também é calculada de modo personalizado (maior frequência, menor tempo, de forma a simular ainda mais o funcionamento fisiológico natural do organismo).  

Entenda a diferença entre os dois tratamentos nos tópicos abaixo.

Saiba mais sobre o assunto com o vídeo de nossa Nefropediatra, Dra. Alessandra Vitorino.  

Diálise Peritoneal 

Trata-se de uma terapia mais sutil e menos invasiva, nela, é usado um aparelho que drena e infunde uma solução própria diretamente no abdômen do paciente, sem haver contato com o sangue. 

Hemodiálise 

Esta terapia já adota um aparelho específico que filtra o sangue e o devolve para o corpo do paciente sem tantas impurezas. Saiba mais sobre o assunto em nosso artigo : Tudo o que você precisa saber sobre hemodiálise.

Tratamento ampliado 

Além de todo o tratamento médico e clínico, as crianças também recebem atenção quanto ao seu meio social. 

Ela está se desenvolvendo cognitivamente? Está se relacionando bem com os colegas? Todas essas questões serão abordadas, também, durante o tratamento.  

Prevenção para pais e filhos 

Entre as ações mais necessárias para a prevenção na DRC em sua família, podemos citar a lista abaixo. 

  • Manter uma alimentação balanceada e sem exageros; 
  • Manter-se sempre hidratado, consumir bastante água; 
  • Praticar atividade física com frequência; 
  • Não recorrer a automedicação; 
  • Checar as taxas de glicemia no sangue; 
  • Estar atento ao diabetes mellitus, caso você o tenha; 
  • Verificar a pressão arterial; 
  • Evitar o tabagismo ao máximo. 

Saiba mais sobre o assunto em nosso texto Doenças Renais na Infância.

Rede de apoio

As crianças com doenças renais crônicas que necessitam de terapias substitutivas dos rins, por vezes, não conseguem realizar todas as atividades comuns à sua idade. O que não precisa ser visto como um problema. 

É neste momento que se faz necessário o papel da família, amigos, professores e equipe de saúde. A rede de apoio necessita comunicar a criança ou adolescente sobre sua condição inerente, de forma que o pequeno possa entender o que de fato acontece e, desse modo, possa se fortalecer durante o enfrentamento da doença. 

Entenda a relação da Insuficiência renal, qualidade de vida e a importância do psicólogo .

Humanização 

A Nefroclínica, além de ser um centro de referência na área da saúde dos rins, é também conhecida por sua grande estrutura e tratamento humanizado, isto significa que, aqui, profissionais atuam com excelência no cuidado dos pacientes.  

Possuímos uma equipe interdisciplinar que conta com médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros, entre outras especializações atuando conjuntamente para proporcionar o melhor atendimento aos pacientes. 

Conheça nosso Corpo Clínico.

Outras Notícias: